quarta-feira, 16 de fevereiro de 2011

Cartas de Gospellândia – igreja mal do estômago?

Gospellândia, 16 de fevereiro de 2011

Deus, my friend.


Continuo minha jornada aqui na Gospellândia e cada vez me surpreendo com as loucuras que esse povo tem feito. A última onda é comer toalha pra ficar curado! É isso mesmo eu não estou contando estória de pescador não, infelizmente é a mais pura verdade (se é que tem verdade por aqui…).

Recebi um email com a seguinte noticia: “Fiel come pedaço de toalhinha e fica curada.” Primeiro achei que fosse algum tipo de piada mas lendo todo o email percebi que a noticia era real.

Essa igreja vende uma toalhinha pros fiéis para secarem o suor do apostolo, dá pra acreditar? O tal apostolo além de ganhar uma grana boa com a venda, ainda por cima tem um tratamento de luxo afinal, quando ele começa a suar o povo corre atrás pra limpar. Chega dá briga!

Confesso que esse papo chega embrulha o estômago… Dá um nojo pensar que a fiel comeu um pedaço da toalha toda suada, onde está a higiene desse povo? Não aprenderam nada na escola?

O tal do apostolo moderno ainda brincou que se virar moda o povo vai começar a fazer dobradinha de toalha pra almoçar! Acho que está mais pra buchada de BODE…

E sabe o que mais triste? Esse homem ta cheio de seguidores! È gente atrás dos milagres, das bênçãos. Bom se ele quiser ficar mais rico é só abrir um restaurante de toalhinhas que será um suce$$o.

Bom apetite pro Senhor e que igreja melhore do estomago porque anda comendo muita besteira…

Em breve te escrevo mais!

Te amo!

bye
Fonte: Karapuça

Seja feliz agora — mesmo sem ter muito dinheiro e com muitas dúvidas sobre o futuro

Duas coisas costumam fazer as pessoas infelizes, inclusive no meio evangélico: a falta de dinheiro e as incertezas quanto ao futuro.Em Mateus 6, o Senhor Jesus ensinou que não devemos ajuntar tesouros na terra (vv.19-21) nem nos preocupar demasiadamente com o futuro: “Não vos inquieteis, pois, pelo dia de amanhã, porque o dia de amanhã cuidará de si mesmo. Basta a cada dia o seu mal” (v.34). Mas, a cada dia, tenho visto mais e mais pessoas associando a felicidade a ganhar dinheiro, e de modo fácil.Gandhi afirmou, acertadamente: “O dinheiro que não é ganho com trabalho é uma das piores desgraças do mundo”. Nos Evangelhos, aprendemos com o Senhor Jesus que a verdadeira felicidade — para ser desfrutada aqui e agora — está ligada mais ao “dar” do que ao “receber”. Em Lucas 6.38, está escrito: “Dai, e ser-vos-á dado”.

Dar e receber são coisas que acontecem simultaneamente, e não em sequência. A verdadeira riqueza não está em quanto possuímos, e sim em quanto doamos ao próximo.Precisamos ser felizes agora! Pessoas que não conseguem ganhar dinheiro hoje ficam angustiadas, preocupadas com o futuro, achando que ele será ainda mais difícil do que o presente. “Basta a cada dia o seu mal”, disse o Senhor. Se não formos felizes agora, também não o seremos no futuro. Há oportunidades em cada momento do nosso dia, mas as perdemos ao priorizarmos o futuro.

Você tem muitos planos e sonhos? Muito bom. Mas saiba que a felicidade é para o momento presente, e não para futuro. A nossa vida é como subir uma escada que não tem o último degrau. A cada dia devemos avançar. Não coloque a felicidade no topo da escada, e sim em cada degrau.

Seja feliz agora, hoje, no estágio em que você está, aproveitando as oportunidades. Existe um ponto de virada positivo em todas as circunstâncias, mesmo que esteja escondido nas coisas mais desagradáveis da vida. Faça uma linha divisória no chão e recomece. Dê um passo, cruzando a linha de novo. Desafie o seu antigo eu.

Muitos — especialmente os adeptos da falaciosa Teologia da Prosperidade — só usam o termo “abençoado” a respeito do dinheiro. Parecem ter se esquecido de que a sua vida, a sua família e a sua saúde são bênçãos de Deus muito mais preciosas! E a salvação, então? Será que existe razão maior para sermos felizes do que a certeza de que o nosso nome está escrito no livro da vida?

Utilizar o cérebro principalmente para se preocupar — com dinheiro, futuro, carreira profissional, estudos, problemas e até com a enfermidade — é o mesmo que transformar seu computador em um peso para segurar a porta. Não permita que seu cérebro passe 90% do tempo se preocupando com “o dia de amanhã”. Usar o cérebro preponderantemente para se preocupar não é proveitoso.

O Senhor Jesus ensinou que devemos ser como crianças (Mt 18.1-3). Você sabia que, em média, uma criança ri mais de 350 vezes por dia, contra 10 vezes por dia para um adulto? Como disse George Bernard Shaw, “Não paramos de brincar porque envelhecemos. Envelhecemos porque paramos de brincar”.

Seja feliz agora!

Escrito por Ciro Sanches Zibordi
Pastor na assembléia de Deus em Cordovil, Rio de Janeiro-RJ.
Editor, escritor e articulista. Colunista do jornal THE CHRISTIAN POST.

quarta-feira, 2 de fevereiro de 2011

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...